Dom Edson José Oriolo dos Santos é nomeado o novo bispo da Diocese de Leopoldina

O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira, 30 de outubro de 2019, o novo bispo da Diocese de Leopoldina (MG), dom Edson José Oriolo dos Santos. O comunicado foi feito pela Nunciatura Apostólica no Brasil. A data da posse ainda será agendada.

A Diocese de Leopoldina estava vacante desde 12 de dezembro de 2018, quando foi publicada a transferência de dom José Eudes Campos do Nascimento para a Diocese de São João del-Rei, em Minas Gerais. Atualmente, o administrador diocesano Pe. Volnei Ferreira Noro responde pela área episcopal.

Segundo informações do site da Arquidiocese de Belo Horizonte, onde atualmente dom Edson é bispo auxiliar, ele tem mestrado em Filosofia Social pela PUC Campinas, especialista em Aristóteles, pela Unicamp, e em Marketing, pela Universidade Gama Filho. Também pela Universidade Gama Filho, é pós-graduado em Gestão de Pessoas.

Dom Edson nasceu no dia 18 de setembro de 1964 e é filho de José Eugênio dos Santos e Alzira Oriolo dos Santos. Em Itajubá, sua terra natal, foi ordenado sacerdote, na Matriz de São José Operário, no dia 5 de maio de 1990.

É formado em Filosofia, pelo Seminário Nossa Senhora Auxiliadora de Pouso Alegre, e em Teologia, pelo Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus, de Taubaté (SP). Dom Edson exerceu na Arquidiocese de Pouso Alegre os cargos de vigário paroquial da Paróquia São Sebastião, em São Sebastião da Bela Vista, vigário paroquial da Paróquia São Francisco de Paula, em Ouro Fino, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Borda da Mata, pároco da Paróquia Bom Jesus e Cura da Catedral Metropolitana de Pouso Alegre.

Além disso, exerceu a função de professor em várias disciplinas relacionadas à Filosofia no Seminário da Arquidiocese de Pouso Alegre e também atuou como promotor de justiça do Tribunal Eclesiástico da Arquidiocese. Na Paróquia Bom Jesus, implantou a Pastoral Urbana, que o tornou referência no país sobre o tema, principalmente em Gestão Eclesiástica. É conferencista e prega retiros em diversas dioceses do país.

Foi nomeado como bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte no dia 15 de abril de 2015, pelo Papa Francisco. A Ordenação Episcopal foi celebrada no dia 11 de julho na Catedral Metropolitana de Pouso Alegre.

Desde então integra o Comitê Gestor da Mitra Arquidiocesana (Cogem), acompanha o Projeto Vila Fátima e o Comitê Corporativo de Captação e Assessoria ao Programa Faço Parte, com especial atenção à Pastoral do Dízimo, no Vicariato Episcopal para a Ação Pastoral. É o bispo referencial da Região Episcopal Nossa Senhora da Conceição (Rensc), que abrange dez municípios. Na Rensc, dom Edson acompanha a Pastoral Presbiteral Regional, coordena toda a ação evangelizadora e pastoral – à luz do Projeto de Evangelização Proclamar a Palavra da Arquidiocese de Belo Horizonte -, o funcionamento e a infraestrutura da Cúria Regional. Está em permanente contato com os padres, diáconos permanentes, religiosos e comunidades de fiéis desta Região para escuta, orientações e avaliações.

Até a presente data preside os Conselhos Pastoral Regional, Presbiteral Regional, Pastoral de Forania, Pastoral Paroquial, Paroquial de Administração e Pastoral de Comunidade na Região Episcopal. A Rensc é formada pelos municípios de Belo Horizonte, Confins, Esmeraldas, Lagoa Santa, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, São José da Lapa e Vespasiano.

Foi reeleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família do Regional Leste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no dia 6 de junho de 2019, durante a Assembleia Anual do CONSER Leste 2, para o quadriênio 2019-2023. (Fonte: Arquidiocese de Belo Horizonte)

Esta entrada foi publicada em NOTÍCIAS. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta