PARTICIPAÇÃO DE RECREIO,MG NA GREVE GERAL DO DIA 28 DE ABRIL/2017

ATUALIZADO EM 11,55h – 28/04/1917

Com algumas secretarias municipais paralisadas, escolas públicas sem aulas (pelo menos no município-sede) , unidades básicas de saúde e outros atendimentos públicos na área da saúde  sem atendimento público ( Pronto Socorro Municipal funcionando),  e sem o fechamento de bancos, correios, e comércio e outros segmentos logístico sem sofrer alterações , recreienses aderem a GREVE GERAL  DE HOJE .

A Escola Estadual Olavo Bilac teve aula pela manhã com os professores que não optaram pela paralisação com o objetivo de não repor aula o que será feito pelos outros professores que aderiram a greve geral.

PONTO FACULTATIVO: O prefeito municipal assinou ponto facultativo para o dia 28 de abril . O decreto é o de número 22, assinado no dia 20 de abril com base no artigo  81 da Lei Orgânica Municipal que oficializou “ponto facultativo nas repartições públicas municipais  no dia 28 de abril de 2017 por ocasião da paralisação nacional , permanecendo em funcionamento apenas os serviços  considerados essenciais”.

Algumas cópias desse Decreto foram fixadas em repartições públicas.

Não há divulgações para manifestação de rua, mas pela manhã , o SINSERPU ( Sindicato dos Servidores das Prefeituras e Câmaras Municipais de Cataguases, Astolfo Dutra, Santana de Cataguases, Itamarati de Minas, Dona Euzébia, Recreio e Ubá ) , fez manifestação na Praça do largo Santo Antônio, panfletando e com faixa : “O SINSERPU SE MANIFESTA CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA , DIGA NÃO A PEC 287″.

As principais reivindicações da Greve Nacional do dia 28 de abril/2017 são contra a proposta da reforma da previdência, contra a proposta de reforma trabalhista e contra a proposta da terceirização.

MANIFESTAÇÃO DO DIA 31 DE MARÇO/2017


Recreio, de vez em quando tem realizado eventos caracterísitcos de outras cidades do país,visando solucionar problemas sociais. No dia 31 de março, desse ano, mais uma vez realizou-se manifestação para lembrar e alertar sobre a Guerra contra o mosquitinho Aedes aegypti,  o transmissor da dengue, da chikungunya, do zika vírus e também da febre amarela .

Amanifestação em forma de passeata foi um pedido da Secretaria Municipal da Saúde e Vigilância Epidemiológica, e teve a participação das escolas públicas eparticulares do município-sede e outras entidades assistencias.

O nível no munípio da proliferação do Aedes aegypti, até esse mês estava  em nível preocupante ,  3,4% de infestação.  ( Reportagem OJR,M-MAWF)

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.